Proyecto “Papás por el Mundo” – #27 Papá Moderno

Es bastante difícil definir en qué me ha cambiado ser papá o qué significa para mí la paternidad. Esto es básicamente porque los cambios se siguen dando en ocasiones de manera tan sutil que no me doy cuenta hasta tiempo después.

 

Te voy a ser muy honesto, nunca me cruzó por la mente ser papá y mucho menos de una niña. Una parte de mí como que nunca pensó realmente en esa posibilidad y la otra parte ni siquiera pensó. Desde que me convertí en papá me di cuenta de dos cosas: la primera es que el mundo está más feo de lo que uno cree y la segunda es que no tenía ni idea de cómo cambiar para ser buen papá. Con respecto a la primera no creas que es algo apocalíptico, sólo me fijé que somos muy egoístas como sociedad. Nada como ver a una mamá o a un papá en un centro comercial con un hijo haciendo berrinche para que lo primero que nos cruce por la cabeza sean cosas sobre lo mal portado del niño o sobre lo mal que lo educan sus papás.

 

Con respecto a la segunda cosa de la que me di cuenta, la verdad es que me ayudó mucho mi esposa ya que con paciencia me fue enseñando todas las habilidades que no tenía, desde cómo cargar a mi hija, pasando por cómo cambiar un pañal hasta en la actualidad poder peinarla de manera que hasta dudan que fui yo y no mi esposa quien hizo el peinado.

 

El ser papá me ha cambiado completamente, intento todos los días ser un poco menos producto de la crianza que tuve. Intento no caer en estereotipos de género tanto los masculinos como los femeninos.

 

 

De manera que lavo platos, tiendo ropa, tiendo la cama (aunque mi esposa odia cómo me queda), baño a mi hija, juego con muñecos de peluche. Pero también le enseño a mi hija a usar herramientas, a pintar paredes, a solucionar problemas, a defenderse así sea necesario que muerda, le enseño a que no tenga miedo en la bicicleta aunque vaya muy rápido.

 

Ser papá me ha enseñado que el crecimiento no nada más es de los hijos sino también de los papás. Vas descubriendo nuevas cosas todos los días y lo que dabas por conocido o por sentado se vuelve diferente y puede ser que hasta veas que habías estado equivocado.

 

Para mí la paternidad ha sido una experiencia maravillosa, claro que con sus problemas, tampoco creas que ha sido sencillo. Pero al final, con todo y se momentos difíciles, sus momentos de mucha angustia, sus momentos de miedo, la verdad es que la suma final es positiva.

 

Si ya eres papá lo único que puedo recomendarte es que disfrutes y te relajes porque vas a dar el paseo de tu vida. Es un camino que aunque te lo platiquen si no lo recorres entonces difícilmente podrás conocerlo, sería como si creyeras que porque te describí el sabor de las fresas entonces ya conoces su sabor. Tienes que probar y créeme que no te arrepentirás.

 

Ismael Rodríguez

Instagram: @papamoderno

Blog: papamoderno.com

México

 

 

É bastante difícil definir o que a paternidade me mudou ou o que essa palavra significa para mim. Isto é basicamente porque as mudanças ainda estão ocorrendo tão sutilmente que eu percebo até mais tarde.

Eu serei muito honesto, nunca passou por minha mente ser um pai e muito menos de uma menina. Uma parte de mim, como que nunca pensou nessa possibilidade e a outra não pensou nada.

Desde que eu me tornei pai, percebi duas coisas: a primeira é que o mundo é mais feio do que você pensa e a segunda é que eu não tinha idéia de como mudar para ser um bom pai.

Quanto ao primeiro, não pense que é algo apocalíptico, acabei de notar que somos muito egoístas como uma sociedade. Nada como ver uma mãe ou um pai em um shopping com uma criança atirando um birra para que a primeira coisa que cruza pela nossa mente são pensamentos sobre o mau comportamento da criança ou sobre o quanto seus pais não educam esses filhos.

Quanto à segunda coisa que notei, a verdade é que minha esposa me ajudou muito porque, com paciência, ela me ensinou todas as habilidades que eu não tinha, de como pegar minha filha no colo, como mudar uma fralda até  pentear seu cabelo (as vezes ate a gente divida que era eu quem pentei os cabelos da filha e não minha esposa quem fazia o penteado).

Ser um pai mudou-me completamente, eu tento todos os dias para ser um pouco menos produto da educação que eu tive. Tento não cair em estereótipos de gênero, masculino e feminino.

Então eu lavo pratos, eu coloco as roupas no fio, faço minha cama (embora minha esposa odeie como eu deixei), dou banho a minha filha, eu brinco com animais de pelúcia. Mas eu também ensinar minha filha a usar ferramentas, pintar paredes, resolver problemas, defender-se assim seja mordendo se ela precisar, ensino a não ter medo de uma bicicleta, mesmo que ela vá muito rápido.

Ser um pai me ensinou que o crescimento não é apenas para as crianças, mas também para os pais. Você está descobrindo coisas novas todos os dias e o que você tomou, conhecido ou concedido torna-se diferente e você pode até ver que estava errado.

Para mim, a paternidade tem sido uma experiência maravilhosa, é claro, com seus problemas, não pense que tenha sido simples também. Mas no final, com tudo e momentos difíceis, momentos de grande angústia, momentos de medo, a verdade é que a soma final é positiva.

Se você já é um pai, a única coisa que eu posso recomendar é que você goste e relaxe porque você vai tomar o passeio de sua vida. É um caminho que, mesmo se você falar sobre isso se você não passar por isso, dificilmente será capaz de conhecê-lo, seria como se você acreditasse nisso porque eu descrevi o gosto de morangos para você, então você já conhece seu sabor. Você tem que tentar acreditar em mim, você não vai se arrepender.

 

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *