Proyecto “Papás por el mundo” – #23 Padre_de_mierda

El amigo @papaimexicano me ha pedido que escriba un texto sobre lo que significa para mí la paternidad y como ha cambiado mi vida tras ser padre y creo que un chiste que me contaron el otro día lo resume a la perfección:

 

“Iba un padre primerizo andando camino a su casa por una calle oscura, cuando de repente apareció un ladrón de la nada y le dijo: “Dame el dinero o te quito la vida”. A lo que el padre primerizo contesto entre sollozos: “Acabo de ser padre ¿que dinero? ¿que vida?” Y ambos se fundieron en un fuerte abrazo”.

 

A mi lo del ladrón no me ha pasado, pero lo de quedarme sin vida y sin dinero si! En verdad ser padre es muy bonito… un rato. Es decir, que lo de ver a tu hija jugando y riendo, cuando empieza a andar, cuando empieza a decir sus primeras palabras, etc, eso mola, eso está muy bien y es muy bonito, pero cuando llora como una posesa, no te deja dormir o no quiere comer, es cuando te acuerdas de cómo vivías antes.

 

Lo más raro de todo es que toda la gente te habla maravillas de la paternidad, incluidos tus familiares y amigos. Tras darle muchas vueltas e investigar por mi cuenta he descubierto que realmente es una gran estafa piramidal! Cuando eres padre te obligan a hablar bien de ello para atraer a futuros padres (futuros estafados) y a cambio te deben dar vales descuento para Amazon o algo así. A mi aún no me ha visitado nadie para ofrecerme entrar en la “comunidad” de padres supuestamente felices, pero cuando vengan estaré preparado para defenderme con un montón de pañales repletos de caca. La pregunta que me come por dentro es: ¿Quien está realmente en la cúspide de la pirámide de esta estafa? ¿Las grandes corporaciones de productos para niños? ¿El Club Bilderberg? ¿O un padre realmente feliz?

 

 

Como consejo a las personas que aún no sean padres e incluso a las que estén pensando en serlo pronto: Esperad! No hay prisa, ninguna prisa! Disfrutar de vuestra libertad ahora que podéis. Aún podéis estar tranquilos en la playa leyendo un libro, de sobremesa en un restaurante o salir una noche de marcha y levantaros tarde al día siguiente.

 

Pero lo más increíble es que pese a todo, tras un año de padre, no cambio esta experiencia por nada del mundo!

 

Instagram: @padre_de_mierda

España

 

O amigo @ papaimexicano me pediu para escrever um texto sobre o que significa a palavra paternidade para mim e de como minha vida mudou depois de ser pai e acho que uma piada que me dizeram nestes dias resume perfeitamente essa parada para mim:

“Um pai de primeira vez estava caminhando para casa em uma rua escura, quando de repente um ladrão apareceu da nada e disse: “Me da o dinheiro ou eu vou matar você”. Para o qual o papai respondeu entre soluços: “Eu acabei de ser pai, que dinheiro?, que vida?” E ambos ficaram juntos num forte abraço”.

Isso do ladrão não aconteceu comigo, mas ficar sem vida e sem dinheiro, sim! Na verdade, ser um pai é muito legal… por um tempo. Ou seja, para ver sua filha brincar e rir, quando ela começa a andar, quando começa a dizer suas primeiras palavras, etc., isso é fodástico!, isso é muito bom e muito bonito, mas quando ela chora como uma garota possuída, não deixa você dormir ou não quer comer, é quando você se lembra de como você morou antes.

A coisa mais estranha é que todas as pessoas falam das maravilhas da paternidade, incluindo sua família e amigos. Depois de muitas voltas e pesquisas por conta própria, descobri que realmente é um ótimo esquema de pirâmide! Quando você é pai, você é forçado a falar bem disso para atrair futuros pais (futuros enganados) e, em troca, você deve dar vouchers de desconto para Amazon ou algo assim. Ninguém ainda me visitou para oferecer entrar na “comunidade” de pais supostamente felizes, mas quando eles vierem, eu estarei preparado para me defender com muitas fraldas cheias de cocô. A pergunta que não me deixa em paz é: quem está realmente no topo da pirâmide desse golpe? Grandes empresas de produtos para crianças? O Bilderberg Club? Ou um pai realmente feliz?

Como conselho para os caras que ainda não são pais e mesmo aqueles que estão pensando em ser em breve: Aguarde! Não há pressa! Aproveite agora a sua liberdade. Você ainda pode relaxar na praia lendo um livro, numa mesa num restaurante ou uma noite e levante-se até o dia seguinte.

Mas a coisa mais incrível é que, apesar de tudo, depois de um ano sendo pai, não mudo essa experiência por nada do mundo!

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *